Jairo J. Pedrotti

Área de interesse: Energia

Email: jpedrotti@mackenzie.br

Escritório: 203

Telefone: + 55 (11) 2766 7382

 

Prof. Jairo Pedrotti received his bachelor degree in Industrial Chemistry by Federal University of Santa Maria in 1983 and MSc (1987) and PhD in Analytical Chemistry (1993) at São Paulo University. From 1994 to 1996 he was a post-doctoral fellow in Analytical Chemistry Division in the Centro Nuclear na Agricultura (CENA-USP). His research focuses the use of graphene and two-dimensional transition metal dichalchogenites (2DMTDs) in the development of electrochemical devices, modified electrodes, arrays of microelectrode decorated with metal and oxide metal nanoparticles for application in analytical system with flow and quiescent solutions with optical and electrochemical detection.

Desenvolvimento de processos limpos de produção de nanomateriais e suas aplicações em sensores eletroquímicos

O desenvolvimento de novos materiais em escala nanométrica tem se intensificado nas últimas décadas e avanços nas pesquisas tem oferecido aplicações promissoras em diversas áreas como energia, medicina, imagens, eletrônica, sensores e biosensores, graças as suas propriedades elétricas, químicas, óticas e mecânicas diferenciadas. Desde o isolamento do grafeno em 2004 o interesse na área de materiais bidimensionais tem crescido significativamente. Graças à elevada resistência mecânica, excelente resistência mecânica e área superficial específica elevada, o grafeno tem despertado muito interesse para aplicações eletroquímicas voltadas para o desenvolvimento de dispositivos de geração/armazenamento de energia e fabricação de micro e nanosensores.

 

Para muitas aplicações, entretanto, há ainda gargalos que precisam ser superados como o desenvolvimento de processos de esfoliação simples e rápida de grafite para produção de grafeno de elevada qualidade e de processos que minimizam a agregação das estruturas esfoliadas. A esfoliação líquida com a escolha adequada de eletrólitos com viscosidade elevada tende a reduzir os processos de agregação. Neste laboratório tem se estudado processos de esfoliação eletroquímica de grafite natural em diferentes eletrólitos. Nas estruturas de grafeno e de óxido de grafeno produzidas têm se incorporado nanopartículas de metais nobres e óxidos metálicos, que proporcionam aumento na rugosidade e na área superficial dos eletrodos. Estas modificações conferem aos novos materiais propriedades eletrocatalíticas favoráveis que intensificam a sensibilidade e melhoram a seletividade da detecção de compostos eletroativos de interesse na área médica, farmacêutica,  ambiental e de alimentos.